Exportação de óxido de magnésio bate recorde no porto de Ilhéus

Pela terceira vez só esse ano, o Porto de Ilhéus será o ponto de embarque do óxido de magnésio, em operação iniciada na última segunda-feira (28). As 8 mil toneladas do produto seguem para o mercado Norte Americano (EUA) pelo navio M/V MBC Rose, em operação controlada pela Intermarítima.

De janeiro a agosto deste ano, já foram exportados pelo Porto de Ilhéus 23 mil toneladas, que superam a movimentação total de 2016 que foi de apenas 7 mil ton. “A operação do óxido excede a média anual, que é de um a dois embarques. Temos muito a comemorar, sobretudo porque já está confirmada para mais uma operação do produto. Nossa previsão é chegar a 30 mil toneladas em 2017”, comenta a gerente do Porto de Ilhéus, Bárbara Láudano.

O óxido tem origem na fábrica da IBAR Nordeste, em Brumado, empresa responsável pela extração, beneficiamento e calcinação controlada da magnesita, que dá origem ao composto. A participação do óxido na cadeia produtora inclui as atividades de Indústrias Química e Siderúrgica, além de agricultura, nutrição animal, construção civil, dentre outras.

Operação de magnesita

Pouco mais de 7 mil toneladas de magnesita seguem em operação, simultaneamente, no Porto de Ilhéus pelo navio Stentor. Essa é a terceira operação deste ano que totaliza 28 mil toneladas, superior a 25,8 mil ton. da movimentação de 2016.

Um novo embarque do mineral está confirmado para ocorrer ainda em 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *