Defensoria garante inscrição de morador de rua em curso de inglês em Ilhéus

Um morador de rua de Ilhéus, de 62 anos, poderá realizar o sonho de estudar inglês. Através da Defensoria Pública, o idoso poderá cursar um curso de língua na Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati), por meio da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

O senhor, que não teve o nome revelado pela Defensoria, tem ensino fundamental incompleto, não tem filhos, e durante todo o tempo que viveu nas ruas de São Paulo, trabalhou como garimpeiro.

Quando chegou a Ilhéus, procurou a Defensoria para saber como obter o auxílio abrigamento e ter onde se alojar. No atendimento com a psicóloga, foi informado que poderia estudar na Unati e aprender um novo idioma. As aulas começam nesta terça-feira (19).

“Aprender inglês representa um sonho que eu não acreditava mais ser possível”, disse. Segundo a defensora pública, Cristiane da Silva Barreto Nogueira, a ação “demonstra que a integralidade do atendimento aos assistidos em articulação com a Rede, possibilita que as intervenções ultrapassem à esfera da demanda principal, em prol da dignificação da pessoa em vulnerabilidade”.

Por não ter comprovante de residência, a Defensoria encaminhou um ofício para universidade explicando a situação do assistido e o andamento dos serviços prestados pela Defensorias em prol das suas demandas.

Com informaçõe da Defensoria Pública e Bahia Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *